• 21 de fevereiro de 2024

Sanha arrecadatória do governo Leite atinge Lajeado, Estrela e Cruzeiro do Sul

 Sanha arrecadatória do governo Leite atinge Lajeado, Estrela e Cruzeiro do Sul

O deputado Rodrigo Lorenzoni (PL) enviou ofício à Secretaria Estadual da Fazenda nesta sexta-feira (20), para questionar o porquê das empresas de Lajeado, Estrela e Cruzeiro do Sul ficarem de fora no Decreto que concede um importante benefício a outras seis cidades atingidas por calamidades no início de setembro. 

Para Rodrigo, sem as explicações claras do governo, a exclusão desses municípios fica incompreensível, pois integram uma região inteira que foi atingida, também tiveram muitos prejuízos e foram os que mais reivindicaram a extensão dos prazos para pagamento do ICMS. “Os empreendedores de Lajeado, Estrela e Cruzeiro do Sul, que foram excluídos por decreto, estão sendo duplamente castigados. Primeiro pelas cheias e agora pela insensibilidade e pela sanha arrecadatória do governador”, afirmou o deputado. 

O texto do decreto publicado pelo governo Leite na quarta-feira (18) também determina que não serão cobrados juros e multas para atrasos no pagamento de ICMS dos meses de julho, agosto e setembro, desde que as empresas façam o pagamento integral dos débitos até 28/12/23. Mas esse benefício também só vale para empresas de Arroio do Meio, Colinas, Encantado, Muçum, Roca Sales e Santa Tereza.

No ofício, Rodrigo Lorenzoni também pede que a secretaria da Fazenda reconsidere a decisão e conceda os benefícios a todos os municípios. 

Foto: DIVULGAÇÃO

Canoas Mais

Noticias Relacionadas