• 27 de fevereiro de 2024

Programa de autorregularização busca recuperar R$ 940 mil em ICMS devido no setor moveleiro

 Programa de autorregularização busca recuperar R$ 940 mil em ICMS devido no setor moveleiro

A Receita Estadual está dando início a um novo programa de autorregularização, desta vez com foco nos valores relativos à comercialização de móveis de madeira sem o devido destaque de ICMS nos documentos fiscais que acobertam as operações. O objetivo é intensificar as ações destinadas a identificar divergências, inconsistências e outros eventos que possam causar pagamento reduzido de imposto.

O programa abrange 188 estabelecimentos. No total, foram identificados R$ 940 mil em ICMS devido aos cofres públicos, em irregularidades referentes ao período entre 1º de agosto de 2018 e 31 de dezembro de 2022.

Os contribuintes podem regularizar as pendências até 29 de setembro de 2023, efetuando o recolhimento do valor devido. Persistindo as divergências constatadas, eles ficarão sujeitos a abertura de procedimento de ação fiscal, com imposição da multa correspondente. 

A comunicação para autorregularização foi disponibilizada nas caixas postais eletrônicas dos contribuintes no último dia 4. Na área restrita do Portal e-CAC da Receita Estadual, na aba “Autorregularização”, também podem ser encontradas orientações e arquivos com informações detalhadas das notas fiscais eletrônicas, assim como o cálculo da divergência apontada. O atendimento do programa será feito exclusivamente pelo canal de comunicação disponibilizado na mesma aba, ficando a cargo da Central de Serviços Compartilhados de Autorregularização (CSC Autorregularização).

O trabalho de identificação dos contribuintes em situação irregular é conduzido pelas equipes do Grupo Especializado Setorial de Móveis e Materiais de Construção (GES – MOV) e da CSC Autorregularização.

Sobre a CSC Autorregularização

O programa está inserido no contexto das ações de regularização da Receita Estadual, com fiscalização massiva de contribuintes, permitindo a volta à regularidade com uma onerosidade inferior aos procedimentos repressivos. Esse modelo de atuação tem como objetivos centrais o estímulo ao cumprimento voluntário das obrigações tributárias e a justiça fiscal, com redução da litigiosidade entre fisco e contribuintes. O programa de autorregularização é um dos mecanismos de fiscalização alinhado a esses objetivos.

A CSC Autorregularização faz parte dessa estratégia. O setor atua de forma integrada aos Grupos Especializados Setoriais (GES) e se dedica a análises massivas, operacionalização, gestão e atendimento de Programas de Autorregularização.

Canoas Mais

Noticias Relacionadas