• 27 de fevereiro de 2024

Neurologista Dr .Diego Dozza: Cefaleia Cervicogênica e a Síndrome do Pescoço Tecnológico

 Neurologista Dr .Diego Dozza: Cefaleia Cervicogênica e a Síndrome do Pescoço Tecnológico

“Muitas destas dores estão relacionadas com a tecnologia e podem ser geradas em qualquer uma das estruturas da coluna vertebral como disco intervertebral, ligamentos, músculos, articulações e nervos, mas na maioria dos casos nenhuma doença sistêmica é encontrada, chamando-se assim de síndrome do pescoço tecnológico. Dependendo do ângulo em que mantemos nossa cabeça, esta exerce um peso maior sobre a coluna. Assim, com uma inclinação da cabeça de 30° o peso é de cerca de 18 Kg, podendo chegar à 27 Kg quando a inclinação da cabeça é de 60°! Mantendo a cabeça em posição neutra (0° – olhar reto) esta força é de apenas 5Kg.  A má postura na adolescência pode levar à dor crônica na idade adulta. A incidência de cervicalgia ao longo de 1 ano é de cerca de 40% da população geral. Essa dor pode ser irradiada para a cabeça, costas e ombros.

Outro tipo de dor cervical que está aumentando é a cefaleia cervicogênica. Esta é uma dor que ocorre em apenas um lado da cabeça (unilateral), com intensidade variável que piora com o movimento da cabeça e se irradia para a região occipital e frontal. Pode ser desencadeada por movimentos do pescoço ou postura inadequada da cabeça. Geralmente a dor não é latejante, nem lancinante, tem intensidade moderada ou severa e duração variável de tempo. Normalmente a pessoa tem uma limitação da mobilidade do pescoço e pode ter dor cervical, nos ombros e no braço do mesmo lado da cefaleia.

A causa da cefaleia cervicogênica é uma alteração das articulações da coluna cervical alta ou de sua inervação. Para o diagnóstico pode ser utilizado o bloqueio anestésico destas articulações que deve ser realizado no centro cirúrgico. Um exame de imagem também deve ser realizado para excluir outras doenças que podem causar dor cervical. A cervicalgia também pode ser causada por dor miofascial (muscular), cefaleia do tipo tensional ou por enxaqueca (migrânea). Portanto, algumas dores podem ocorrer ao mesmo tempo e serem distintas, em sua origem, umas das outras.

Para o tratamento dessas dores nós utilizamos a fisioterapia motora para liberação muscular, alongamento e posteriormente reforço muscular.  Associado a isso pode ser realizada infiltração da articulação cervical para auxílio mais rápido da redução da dor e melhora da atividade física. Algumas medicações utilizadas para o tratamento de dor crônica apresentam auxílio na melhora da cefaleia cervicogênica. Se a dor permanecer recorrente podemos utilizar a radiofrequência (procedimento percutâneo que causa uma lesão térmica no local da aplicação) para o tratamento. E em casos mais graves e persistentes há a opção de se utilizar a neuromodulação com o implante de um neuroestimulador medular ou de nervos.

O completo entendimento da patologia tem que ser conseguido para que se possa fazer a prevenção primária, que é a chave do tratamento. Cuidar da postura e realizar exercício físico, principalmente de reforço muscular, são fundamentais. Se permanecer a dúvida sobre o que você está sentindo, o melhor é procurar a avaliação de um especialista”.

Locais de atendimento:
Passo Fundo – Rua Teixeira Soares 885, sala 1001, tel (54) 3622-2989/3622-2990
Palmeira das Missões – Avenida: Independencia. Número:1270/ Sala:306
Centro Tel (55) 3742-4909
Frederico Westphalen – Clínica Raimed, Rua Tenente Portela 435, tel (55) 3744-3100

Canoas Mais

Noticias Relacionadas