• 4 de março de 2024

“Jornada Canoas mais verde” foi lançado nesta sexta-feira, 8

 “Jornada Canoas mais verde” foi lançado nesta sexta-feira, 8

A cidade de Canoas caminha a passos largos em direção à sustentabilidade. Na manhã desta sexta-feira (8), um ato realizado na Prefeitura deu início às atividades para o desenvolvimento sustentável da cidade nos próximos 18 meses. Em parceria com a Rede de Governos Locais pela Sustentabilidade – ICLEI, serão desenvolvidas ações em 5 trilhas de atuação a serem executadas pelas Secretarias Municipais de Educação e de Meio Ambiente.

Análise de Riscos e Vulnerabilidades Climáticas, Plano Local de Ação Climática, Diagnósticos de Serviços Ecossistêmicos, são ações para acelerar a ambição climática rumo às emissões neutras de carbono até 2050, uma das principais linhas de atuação do ICLEI. Além disso, o Programa de Certificação de Escolas Sustentáveis, e a implementação do Programa Embaixadores da Justiça Climática, atingirá cerca de 1.000 alunos da rede de ensino para a efetivação de ações conjuntas no fortalecimento e promoção local da sustentabilidade, qualidade urbana e proteção ambiental.

O prefeito em exercício, Nedy de Vargas Marques, destacou a importância da ação e do envolvimento dos estudantes com a sustentabilidade em Canoas. “Todos os cidadãos canoenses estão convidados a iniciar esse trabalho conosco. Para tanto, é muito importante que a consciência ambiental e a participação sejam desenvolvidas também com as crianças, em uma visão de presente e de futuro. Além da parceria que já existe há alguns anos com o ICLEI, o Município está reativando o seu Núcleo de Políticas de Mudanças Climáticas (NPMC) e também ampliando a parceria para a realização da Jornada Cidade Verde, com o desenvolvimento de mais uma série de projetos geradores de consciência e respeito ao nosso planeta”, anunciou.

Em 2021, um termo de fomento assinado entre o Executivo municipal e os representantes do ICLEI, reafirmou as ações a serem desenvolvidas com as equipes técnicas em Canoas. Desde então, foram selecionadas as 8 escolas da rede municipal (EMEF Arthur Pereira de Vargas, EMEF Dr. Nelson Paim Terra, EMEF Jacob Longoni, EMEF Paulo Freire, EMEF Prof. Thiago Wurth, EMEF Rio Grande do Sul, EMEF Santos Dumont e EMEF Sete de Setembro) que implementarão os programas junto as instituições de ensino.

Canoas dá o exemplo
Para o Secretário Executivo do ICLEI América do Sul, Rodrigo Perpétuo, Canoas dá o exemplo e, de forma pioneira, avança na conciliação da agenda climática com a perspectiva de gerar líderes do futuro. “Canoas materializa seu comprometimento com o desenvolvimento sustentável por meio desta aliança com o ICLEI, que vai trazer um apoio técnico para o processo de conformidade climática do município, culminando com o Plano de Ação. E Canoas faz isso com um olhar que deve ser replicado para outros municípios, que é a preocupação de levar este assunto para as escolas e para a formação daqueles que vão de fato protagonizar a transformação necessária.”

Além da parceria com a Rede ICLEI, Canoas é comprometida com as agendas climáticas do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia e com a Race to Zero.

Estiveram presentes o Secretário do Meio Ambiente, Paulo Ritter, a Secretária da Educação, Beth Colombo, representando as escolas selecionadas a participar do projeto, a Supervisora da EMEF Dr. Nelson Paim Terra, Sonsearay Pereira, o Presidente do Núcleo de Mudanças Climáticas, Vitor Zizemer, além de secretários municipais, gestores e alunos das 8 EMEFs e representantes locais pela sustentabilidade.

Conheça as trilhas/projetos que serão implementadas em Canoas nos próximos 18 meses:

1) Análise de Riscos e Vulnerabilidades Climáticas: Esta trilha consiste na identificação dos impactos das mudanças climáticas que mais irão atingir nosso Município, estudando cenários futuros e evidenciando todas as fragilidades de Canoas.

2) Plano Local de Ação Climática: Esta trilha envolve a elaboração, em forma de planejamento, de ações que o Município poderá empreender para atenuar suas vulnerabilidades, com a finalidade de fortalecer sua estrutura e proteger os cidadãos, e também para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, consequentemente, reduzindo os impactos da mudança do clima. A finalidade dessa trilha é construir uma política de enfrentamento à crise climática para o Município de Canoas e atingir o compromisso de neutralidade de carbono até 2050, conforme a Race to Zero.

3) Avaliação de Serviços Ecossistêmicos: Esta trilha tem por objetivo identificar as potencialidades que o Município possui com relação ao meio ambiente. A partir desta metodologia desenvolvida pelo ICLEI, Canoas poderá conhecer mais a fundo os potenciais de seus recursos naturais e as oportunidades para a promoção do desenvolvimento urbano baseado na natureza. Após 8 meses, o trabalho será consolidado em um mapa ilustrado, visualmente didático e de fácil compreensão.

4) Formação de Embaixadores pela Justiça Climática: Essa trilha desenvolvida pelo ICLEI em parceria com a Plant-for-the-Planet, por meio de metodologia didática e lúdica, realiza oficinas de educação ambiental para crianças e jovens entre 7 e 12 anos, que discute assuntos como, a crise climática, crescimento das cidades, a importância ambiental, econômica e social das árvores e distribuição justa de recursos. As Academias da Plant-for-the-Planet são oficialmente reconhecidas pelo Programa das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável. Como parte das atividades, que devem durar 5 meses, serão realizados plantios de mudas de árvores nativas da região com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente.

5) Certificação de Escolas Sustentáveis: Essa trilha consiste no mapeamento das iniciativas das escolas, elaboração do Plano de Trabalho, Seminário de Capacitação da cidade para aplicação do selo das escolas.

Sobre o ICLEI
O ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade é uma rede global de mais de 2.500 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável. Ativa em mais de 130 países, influencia as políticas de sustentabilidade e impulsiona a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular. A Rede e a equipe de especialistas trabalham juntos oferecendo acesso a conhecimento, parcerias e capacitações para gerar mudanças sistêmicas em prol da sustentabilidade urbana. Na América do Sul, o Escritório Regional do ICLEI conecta mais de 100 governos associados em oito países a este movimento global.

Escritório de Comunicação – PMC

Canoas Mais

Noticias Relacionadas