• 18 de junho de 2024

Empresa do agro tem fazendas avaliadas em R$ 10,9 bilhões

 Empresa do agro tem fazendas avaliadas em R$ 10,9 bilhões

Atualmente a SLC é detentora de 22 fazendas, das quais sete também possuem atividades pecuárias

As propriedades da empresa SLC Agrícola, uma das principais empresas de produção de grãos e óleos vegetais do Brasil, alcançaram o valor de R$ 10,9 bilhões neste ano, segundo um comunicado divulgado na quinta-feira 22, em contraste com a avaliação de R$ 9,35 bilhões registrada em 2022. A avaliação foi feita pela consultoria empresarial Deloitte.

Segundo a avaliação, a média por hectare agricultável da SLC Agrícola é de R$ 52.895, mudança que representa um acréscimo de 12% no valor das terras, em relação a 2022.

Atualmente, a SLC é detentora de 22 fazendas, das quais sete também possuem atividades pecuárias em conjunto com as lavouras dedicadas às produções de grãos. Em 2022, a receita líquida da empresa registrou R$ 7,373 bilhões. Destaque para a soja e para o algodão, que juntos contribuíram com R$ 2,9 bilhões cada.

Já em 2023, a empresa adquiriu mais de 12 mil hectares de terras agricultáveis, juntamente com a reserva legal, na cidade de São Desidério (BA), na fronteira agrícola do Matopiba — área que reúne municípios do Maranhão, do Tocantins, do Piauí e da Bahia. Além da comercialização de grãos, a empresa oferece sementes de soja e algodão com sua própria marca.

SLC Agrícola

A SLC Agrícola, fundada em 1977 pela família Logemann do Rio Grande do Sul e listada na bolsa de valores B3 desde 2007, se destaca na produção de commodities como soja, milho e algodão.

FOTO: Divulgação/SLC Agrícola

Canoas Mais

Noticias Relacionadas