• 21 de fevereiro de 2024

Com desaceleração da pandemia, estruturas externas de pronto atendimento serão desativadas

 Com desaceleração da pandemia, estruturas externas de pronto atendimento serão desativadas

PMC DIVULGAÇÃO

PMC DIVULGAÇÃO

As estruturas externas que funcionam junto às UPAs Boqueirão e Rio Branco serão desativadas nesta quinta-feira (30). Inauguradas há sete meses, elas tiveram papel fundamental no enfrentamento à Covid-19, ampliando a capacidade de atendimento do município. Agora, com os indicadores da pandemia em queda, situação motivada principalmente pelo avanço da vacinação, a demanda de pronto atendimento volta a ser absorvida pelos serviços já existentes.

No auge da pandemia, as duas estruturas provisórias, abertas em 1º de março, recebiam apenas casos sem relação com o coronavírus. Após a inauguração da UPA Liberty Dick Conter, em 17 de março, passaram a atender casos sintomáticos respiratórios leves. Já no início de abril, com base na necessidade de retorno à rotina dos atendimentos, voltaram a receber casos clínicos gerais, sem relação com a Covid-19.

Segundo o secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos, a decisão de desativar os locais foi motivada pela redução na procura de casos suspeitos de Covid-19 nos últimos meses. “Esperamos que esses indicadores se mantenham, até porque existe uma tendência de queda de casos associados ao coronavírus devido ao efeito positivo da vacinação. Chegou o momento, então, de as unidades retomarem sua capacidade anterior, respeitando, claro, os protocolos necessários para atendimento de pacientes sintomáticos respiratórios”, explicou.

Pessoas com sintomas respiratórios e suspeita de Covid-19 devem continuar procurando as UPAs Boqueirão e Rio Branco, que voltarão a atender também outros quadros clínicos (adulto e pediátrico). Para casos gerais, existe ainda a UPA 24 Liberty Dick Conter, no bairro Mathias Velho.

Vacinação

Em Canoas, 94% da população adulta já recebeu ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19. Mais de 60% está com a proteção completa, com as duas doses ou a dose única. 

Testagem em massa

A melhora nos indicadores da pandemia em Canoas está associada também à testagem em massa da população, que facilita o rastreio e isolamento de pessoas infectadas pelo coronavírus. Desde janeiro deste ano, 131,7 mil testes foram realizados no município. Do total, mais de 80,2 mil ocorreram nos cinco centros de testagem, abertos pela Prefeitura no início de março.

Redução dos casos respiratórios

Em março de 2021, os casos de síndrome gripal respondiam por mais de 60% dos atendimentos na UPA Boqueirão. Já em setembro, esse índice ficou em 40%. Na UPA Rio Branco, a situação é semelhante: os casos de síndrome gripal representaram 82% dos atendimentos em março, enquanto em agosto chegaram a cair para 48%.

Canoas Mais

Noticias Relacionadas