• 27 de fevereiro de 2024

Canoas: Ambulatório Pós-Covid registra 7,6 mil atendimentos em 6 meses

 Canoas: Ambulatório Pós-Covid registra 7,6 mil atendimentos em 6 meses

PMC

PMC DIVULGAÇÃO

Há seis meses, os cidadãos que tiveram Covid-19 e desenvolveram sequelas ou a forma longa da doença contam com um atendimento especializado na rede pública de Canoas. O Ambulatório Pós-Covid presta serviço pioneiro no Sistema Único de Saúde (SUS) na Região Metropolitana de Porto Alegre, e está em funcionamento desde junho no Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), onde já foram realizados 7.653 atendimentos, entre consultas médicas, sessões terapêuticas e exames laboratoriais e de imagem.

O número corresponde a uma média de 1.275 atendimentos mensais, superando, em muito, a expectativa inicial de agendar 100 consultas ao mês. Gerido pelo hospital e pelo Município, o ambulatório conta com clínico-geral, pneumologista, cardiologista, neurologista, fisioterapeuta e fonoaudióloga, e realiza exames de laboratório, radiologia, tomografia e eletrocardiograma. “A fisioterapia no Ambulatório Pós-Covid é nota 10!”, comenta a vendedora Marli Medino dos Santos (foto), 49 anos, moradora do Bairro Estância Velha.

Conforme o diretor-técnico do Graças e neurologista do serviço, Omar Antônio dos Santos, “muitos pacientes desenvolvem sequelas variadas – após contrair Covid-19 – que exigem tratamentos com diferentes áreas de apoio dentro da saúde, por isso a importância de contar com um ambulatório com assistência multidisciplinar”.

Para o clínico-geral responsável pelo primeiro atendimento no Ambulatório, Ednilson Lautenschlager, as queixas mais comuns são fadiga crônica e falta de ar, que acarretam dificuldades para trabalhar e fazer atividades diárias, especialmente para quem executa serviços mais braçais. “Nossa função com pacientes pós-Covid é ajudá-los a volta à vida social, produtivos e com qualidade de vida”, define o médico.

Escritório de Comunicação – PMC/ HNSG

Canoas Mais

Noticias Relacionadas