• 16 de junho de 2024

ª reunião de 2022 do Conselho da Cidade debate projetos estratégicos para o futuro de Canoas

 ª reunião de 2022 do Conselho da Cidade debate projetos estratégicos para o futuro de Canoas

PMC

PMC

A Prefeitura de Canoas promoveu, nesta quarta-feira (9), a primeira reunião ordinária do Conselho da Cidade de 2022. Através do projeto, representantes de 60 entidades da sociedade civil e militar podem contribuir com sugestões às políticas públicas desenvolvidas pela administração municipal. No encontro, foram discutidos temas importantes para o futuro de Canoas, como a situação das finanças públicas, obras estratégicas, o Plano de Mobilidade Urbana, o Plano Diretor Urbano Ambiental e o cenário do combate à Covid-19.

Durante a reunião, o prefeito Jairo Jorge assinou documento para a contratação da empresa que vai executar as obras do trecho 7 da Perimetral Oeste, na Avenida Irineu Carvalho de Braga, entre a Rua Boa Saúde e o Arroio Araçá, no Bairro Rio Branco. Os trabalhos, que devem iniciar nos próximos dias, vão contemplar a construção de pontes e de um parque linear, além de serviços de pavimentação, drenagem, iluminação pública e urbanização do canteiro central, entre outras ações, ao longo de 2.280 metros. O investimento total da obra é de R$ 41,6 milhões.

O prefeito também apresentou um levantamento com uma série de obras consideradas estratégicas para o município, que já foram inauguradas ou estão em execução. Das 169 intervenções citadas, 149 já foram concluídas e 20 estão em execução. Entre as obras entregues, estão o Parque Linear João de Barro, a Nova UPA do Idoso, a Unidade de Saúde Nova Niterói, o Residencial Santa Fé, a EMEI Alcy Paulo de Oliveira (CICA) e a pavimentação da Avenida Boqueirão.

“No Conselho da Cidade, a sociedade adquire protagonismo nas discussões sobre o desenvolvimento do município. É aqui que nós debatemos o que é essencial. Todas as principais ações do nosso governo são compartilhadas, para que possamos construir a Canoas que queremos”, destacou.

Ainda durante o encontro, o secretário da Fazenda, Luis Davi Siqueira, também apresentou um balanço sobre a situação das finanças públicas do Município em 2021, com destaque para a redução do endividamento. Com uma série de medidas para conter os gastos públicos e otimizar os investimentos, a Prefeitura diminuiu em R$ 150 milhões a dívida pública, passando de R$ 375 milhões em 2020 para R$ 218 milhões em 2021, o que representa 12%, a maior queda desde 2003. Também houve redução de R$ 55 milhões nos chamados Restos a Pagar, passando de R$ 218 milhões em 2020 para R$ 164 milhões em 2021, totalizando 25% de diminuição.

“Ao longo de 2021, nós trabalhamos sempre observando o comportamento da receita e procurando ajustar a despesa pública. Isso nos deu um resultado satisfatório. Foi um esforço fiscal muito grande e nós vamos continuar apurando, mensalmente, as receitas e despesas, para que tenhamos um ajuste financeiro ainda mais positivo. Quanto mais nós reduzirmos esses passivos, melhor é o fluxo de caixa para a manutenção das ações pactuadas com a população e a ampliação dos investimentos”, destacou o secretário da Fazenda.

Conselho da Cidade de Canoas
O Conselho foi criado em 2021 com o objetivo de assessorar o prefeito na formulação de políticas públicas e diretrizes específicas, voltadas ao desenvolvimento econômico e social do Município. Possui natureza deliberativa, através da articulação das relações de governo com representantes da sociedade civil organizada.

Escritório de Comunicação PMC

Canoas Mais

Noticias Relacionadas